In LINGUAGEM DA MODA

Olá, amorecas!

No mundo da moda, como é extenso e ilimitado o conhecimento,  é bom ficarmos antenadas com ele. Pensando nisso, trouxe para vocês, que amam VESTIDOS, os diversos tipos deles.

Para começar

Mesmo que você  não seja envolvida com  moda precisa, ou melhor, é bom  conhecer o nome dos modelos de todos os tipos de roupas que existem. Hoje nós vamos conhecer os tipos de  VESTIDOS. Guarda esse post e fique por dentro das terminologias que são usadas no mundo fashion.

VESTIDO A – Tem os ombros mais justos e vai ficando mais larguinho na parte inferior, lembrando a letra A. Foi criado por Christian Dior em 1955.

VESTIDO TRAPÉZIO – Também tem os ombros mais justos, mas a parte inferior é bem mais ampla que no caso do modelo em A.

VESTIDO TRIÂNGULO – Outro modelo que se origina do modelo em A. Nesse caso, porém, a saia é triangular e rodada, com bastante tecido.

VESTIDO H – Conhecido como vestido lápis, tem sua forma ajustada desde os ombros até os quadris, terminando na altura dos joelhos. Christian Dior também é o criador desse modelo que foi sucesso absoluto nos anos 60.

VESTIDO I – Tem o mesmo formato que o modelo em H (lápis) com a diferença do comprimento: nesse caso eles são mídi ou longos.

VESTIDO SINO – Corpete justo e cinturado com saia volumosa são as principais características desse modelo que dão a ideia de forma de um sino.

VESTIDO T – É ajustado como o vestido lápis, mas nessa versão, ele ganha mangas similares a de uma camiseta.

VESTIDO PRINCESA – Parte de cima ajustada ao corpo e bem cinturada, que valoriza curvas até de quem não tem. A saia é mais fluida e o decote pode ou não ser sinuoso.

VESTIDO BALONÊ – Lembra o vestido sino com a diferença que a saia não é soltinha. No modelo balonê ela fica mais “inchada”, por causa do tipo de costura.

VESTIDO IMPÉRIO – Esse modelo de vestido nasceu na França, logo após a revolução francesa. Ele tem uma linha logo abaixo do busto e a saia longa mais fluida.

VESTIDO X – Muito usado nos anos 50, tem cintura marcada e saia bem rodada.

VESTIDO CHARLESTON – Sucesso nos anos 20, tem alças fininhas, marca pouco a cintura e saia curta com pregas e franjas.

VESTIDO Y – Modelo dos anos 40, combina as formas dos vestidos X e H. Tem cintura e quadris mais marcados e ombros cobertos.

E aí, gostaram? Deixem o seu comentário!

Bjocas e até a próxima!

 

 

 

Comments

comments

Recent Posts
Fale comigo

Envie sua mensagem que retornarei o quanto antes!

Not readable? Change text.

Start typing and press Enter to search